Nº 252 - ANO 18 - SETEMBRO DE 2004
 
Expointer 2004 é aberta ao público com festa
 
Tradicionalmente uma solenidade discreta, com a presença de algumas poucas autoridades e sem público, a abertura oficial dos portões da Expointer foi neste ano uma grande festa, com direito à presença expressiva de visitantes. Para abrilhantar a cerimônia, o Governo do Estado planejou apresentações que a transformaram em um espetáculo. O hino riograndense foi interpretado pelos tradicionalistas Elisa Marins, Léo Almeida, Pirisca Grecco e Shana Müller, acompanhados por músicos do grupo La Salle, de Canoas, que ainda apresentou uma coregografia inspirada nas cores do Rio Grande. Após o pronunciamento do Governador Germano Rigotto, que destacou a importância do setor agropecuário na economia gaúcha e o número recorde de 4720 animais expostos neste ano, o céu de Esteio foi colorido com cinco mil balões de gás hélio - verdes, amarelos e vermelhos - lançados ao ar, juntamente com uma queima de fogos de artifícios. Complementando o ambiente, animais, grandes campeões nos anos anteriores, e cavalarianos tradicionalistas empunhando bandeiras do Rio Grande do Sul. De esperado, permaneceu o tradicional corte da fita inaugural, feito pelo Governador Germano Rigotto, o vice-presidente da Farsul, Francisco Schardong, e demais promotores e apoiadores da feira.
Depois da cerimônia, as autoridades andaram pelo Parque Assis Brasil, onde, em locais diferentes, grupos musicais apresentaram performances, lembrando as etnias que formaram o povo riograndense.
voltar