Nº 311 - ANO 23 - AGOSTO DE 2009
 
Produção de leite apresenta estabilidade
 
Foto: Divulgação Farsul  
Clique para ampliar
Volume captado durante meses de inverno costuma diminuir
A produção gaúcha de leite, que historicamente apresenta elevação no inverno, está estável. O fato se deve às geadas, que impediram o desenvolvimento das forrageiras, somadas à seca no verão, que já havia debilitado os animais e as pastagens. Com isso, o preço pago ao produtor pelo litro do leite não deve sofrer modificação, conforme dados do Conseleite. Em julho, o indicativo é de ligeiro aumento, de R$ 0,0052 pelo litro padrão, interpretado como estabilidade pelo presidente da Comissão de Leite da Farsul, Jorge Rodrigues. O consolidado de junho ficou em R$ 0,7368 e a projeção de julho, em R$ 0,7420.
Rodrigues lembrou que o preço ao consumidor do litro de leite UHT, que hoje está em torno de R$ 1,80, ultrapassou R$ 2,50. No entanto, o produtor não foi beneficiado pela alta. “Houve aumento do preço ao consumidor além da elevação no custo de produção da indústria.” Para o dirigente, as altas não foram repassadas aos agricultores e, por isso, não deve haver redução neste momento. “O mercado hoje paga, pelo litro de leite, o preço de acordo com o valor ao produtor.” Além disso, segundo Rodrigues, os produtores continuam operando com elevação no custo de produção.
voltar