Nº 323 - ANO 24 - AGOSTO DE 2010
 
Desburocratização
 
O presidente do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte da CNA, Antenor Nogueira, defendeu, em 10 de agosto, a desburocratização do sistema de rastreabilidade brasileiro. Em reunião em Brasília para discutir a Plataforma de Gestão Agropecuária (PGA), que vai servir de base para o novo Serviço de Rastreabilidade da Cadeia Produtiva de Bovinos e Bubalinos (Sisbov), ele lembrou que o modelo atual não traz vantagens financeiras para os pecuaristas. “Os frigoríficos recebem animais prontos para exportação, exportam a carne, mas não pagam para o pecuarista o diferencial que ele gastou com a rastreabilidade.”, afirmou.
O PGA estabelece uma série de alterações no sistema nacional de rastreamento. Uma delas é a possibilidade de dois tipos de identificação nas fazendas: coletiva ou individual. A coletiva é para os animais cuja carne ficará no mercado interno ou será exportada para países que não exigem a rastreabilidade. A segunda é a “brincagem” individual, exigência da União Européia (UE) para compra de carne bovina.
voltar