Nº 345 - ANO 26 - JUNHO DE 2012
 
Governo anuncia pacote para culturas de inverno
 
A safra de trigo brasileira contará com R$ 430 milhões do governo federal, R$ 60 milhões para o pagamento das subvenções do seguro agrícola, um volume de cédito 14% superior à anterior e preços mínimos reajustados, a exemplo de outras culturas de inverno. Os anúncios foram feitos pelo Ministério da Agricultura nesse mês de maio.
Para o presidente da Comissão do Trigo da Farsul, Hamilton Jardim, o pacote anunciado pelo governo é positivo. Segundo ele, as medidas vão auxiliar na recuperação financeira do produtor que enfrenta sérios problemas depois da quebra na safra de verão devido à seca. “Funcionam como estímulo ao produtor quando os custos de produção serão os maiores dos últimos 20 anos em dólar. A garantia de preço mínimo revisado é fundamental”, avaliou.
No Rio Grande do Sul, o trigo tipo 1, saca de 60 quilos, tem preço mínimo de R$ 20,85 (básico), R$ 25,02 (doméstico), R$ 30,06 (pão) e R$ 31,50 (melhorador). Para o tipo 2, os valores fixados foram de R$ 18,95 (básico), R$ 22,74 (doméstico), R$ 27,36 (pão) e R$ 28,92 (melhorador). Já os preços mínimos do tipo 3 ficaram em R$ 16,00 (básico), R$ 19,20 (doméstico), R$ 23,10 (pão) e R$ 23,52 (melhorador). O governo definiu, ainda, o preço mínimo de R$ 16,02 para a saca de 60 quilos de aveia; de R$ 31,86, para a saca de canola; de R$ 22,68, para a saca de cevada; de R$ 30,60, para a saca de girassol; e de R$ 17,10, para a de triticale. Todos esses valores passam a vigorar entre julho de 2012 e julho de 2013.
O primeiro levantamento da safra 2012 de trigo feito pela Emater indica que a área plantada no Rio Grande do Sul deverá mesmo ter aumento, de 6,51%, com relação ao ano anterior, atingindo 993 mil hectares no Estado. Entre as principais regiões produtoras, o maior aumento foi observado na de Ijuí, que responde por quase um terço da área do Estado, e aumentará em 11% o plantio.
Já a produção projetada para 2012 é de 2,54 milhões de toneladas, ficando 7,2% menor que a safra passada quando foram colhidas 2,742 milhões de toneladas. Essa redução é consequência de uma projeção menor para a produtividade inicial.
voltar