Nº 385 - ANO 29 - DE 0000
 
Programa Alfa conclui o ensino de mais de dois mil alunos
 
Outubro será o mês de encerramento e formatura das 188 turmas do Programa Alfa, do Senar-RS, que ensina produtores, trabalhadores rurais e seus familiares com nenhuma ou baixa escolaridade a ler e escrever. Em seis meses de aulas, a iniciativa alfabetizou 2,7 mil pessoas do meio rural em 97 municípios gaúchos, crescimento de 12,3% em relação ao ano passado.
Um dos participantes do Alfa em 2015 foi Vanderlei Machado, 42 anos, do município de São Sepé, região Central do Estado. Ele lembra que, quando a oportunidade surgiu, a turma não tinha um local para se reunir e aprender. O jeito foi improvisar uma sala na própria casa de Vanderlei para que as aulas não fossem canceladas. “Foi uma das melhores coisas que eu tive. Eu não sabia quase nada, agora sei e estou aprendendo cada vez mais. Consigo assinar o meu nome, ler o nome das ruas”, relata Vanderlei. Alfabetizados e na reta final do curso, ele e os colegas aproveitam para participar de outros cursos do Senar-RS.
Uma das coordenadoras do Alfa, Maria Cristina Freitas trabalha com o projeto há quatro anos. Ela conta que a sensação de ver o aprendizado e a evolução dos alunos é gratificante. “É uma sensação indescritível, só quem vive o Alfa consegue entender. A gente vivencia jovens e idosos conseguindo, pela primeira vez, ir a uma escola, segurar um lápis, escrever seu próprio nome”. Ela acredita que a iniciativa deveria ser de conhecimento de todos os municípios gaúchos, já que oferece uma estrutura de ensino diferenciada e auxilia na erradicação do analfabetismo.
Atento ao efeito transformador do projeto, o Senar-RS expandiu as aulas para mais localidades do interior dos municípios na 16ª edição do Alfa, em parceria com sindicatos rurais. Segundo o superintendente do Senar-RS, Gilmar Tietböhl, também ocorreu o crescimento do público mais jovem, de até 40 anos, na busca pelo programa. O Alfa já alfabetizou 25,5 mil pessoas no Estado.
voltar