Nº 402 - ANO 31 - MARÇO DE 2017
 
Expoagro mostra relação entre florestas plantadas e sustentabilidade
 
A 17ª edição da Expoagro Afubra - que acontece de 21 a 23 de março, em Rio Pardo - terá, pela primeira vez, um assunto central para as atividades. O tema “A floresta e sua contribuição para o desenvolvimento sustentável” foi definido após reuniões internas e também consulta à órgãos e instituições que contribuem para a programação da maior feira voltada à agricultura familiar no país. O lançamento oficial, que aconteceu em 3 de março, reuniu cerca de 500 pessoas no parque de exposições e teve palestra da Associação Gaúcha de Florestas Plantadas (Ageflor) sobre produção atual e perspectivas de mercado.
A silvicultura é um setor em alta no Estado, com a aprovação da Lei das Florestas Plantadas pelos parlamentares gaúchos no final do ano passado, trazendo segurança jurídica ao produtor para buscar regularização da atividade. O texto estabelece, entre outros pontos, exigências diferentes de licenciamento ambiental conforme tamanho das lavouras e potencial poluidor da espécie cultivada, reduzindo a burocracia em parte dos casos. A abordagem na Expoagro, por sua vez, tem uma motivação bem clara: aliar diversificação de renda com proteção ambiental na propriedade. “A floresta nativa oferece renda aos produtores ao mesmo tempo que cumpre a sua função fundamental ambiental de proteção de nascentes, matas ciliares e abriga diversas espécies animais e vegetais. Isso tudo associado à geração de renda das florestas exóticas que geram empregos”, afirma o coordenador-geral da feira, Marco Antonio Dornelles.
O tema da feira estará presente, por exemplo, em fóruns e reuniões de expositores, apresentando o mercado florestal sob forma dos diversos produtos das florestas, como energia, madeira, celulose, alimentos, resinas e essências florestais. A organização lembra que os demais setores da feira, como a dinâmica de máquinas, lavouras demonstrativas, Pavilhão dos Animais e da Agroindústrias, demonstração de produtos, máquinas, equipamentos e serviços e palestras técnicas, ainda que não abordem diretamente o assunto, continuam integrando a programação.
Foram cultivados, em 2015, 593 mil hectares de florestas no Rio Grande do Sul, conforme dados mais recentes da Ageflor. Os gaúchos investiram 309 mil hectares em eucaliptos, 185 mil hectares de pinus e outros 100 mil hectares de acácia negra, o que representa 8% da área total ocupada pela silvicultura no país (7,8 milhões de hectares). A estimativa é de que 2,3 mil empresas integrem a cadeia produtiva gaúcha, com 95% delas nos polos moveleiros de Bento Gonçalves e Lagoa Vermelha.

Sistema Farsul
O Sistema Farsul estará presente na feira de Rio Pardo em estande próprio. Será levado para o local o Espaço 90 Anos da Farsul, inaugurado na 18ª Expodireto Cotrijal, em Não-Me-Toque, e que faz um resgate histórico da atuação da entidade.
O Senar-RS prestará atendimento institucional no estande, mostrando o que tem a oferecer regularmente e de forma gratuita no Estado. Além disso, a equipe levará à Expoagro o Jogo do Campo, ação também realizada pela primeira vez na Expodireto. Ele consiste em uma espécie de “jogo da velha” gigante, em que dois participantes sorteados minutos antes do evento têm de responder a perguntas sobre nove temas do meio rural para conquistar a vitória. O vencedor leva para casa um tablet.
O local também sedia reunião da Regional 9 da Federação em 23 de março, às 9h.
voltar