Nº 402 - ANO 31 - MARÇO DE 2017
 
Espaço 90 Anos Farsul relembra reivindicações históricas
 
Uma exposição que reúne fotos de grandes momentos da atuação política da Farsul foi inaugurada pelo governador do Estado, José Ivo Sartori, no primeiro dia da 18ª Expodireto Cotrijal. Guiado pelo diretor administrativo da Farsul, Francisco Schardong, o governador, a primeira-dama do Rio Grande do Sul, Maria Helena Sartori, o secretário da Agricultura, Ernani Polo, e o secretário de Planejamento, Governança e Gestão, Carlos Búrigo, relembraram a história da entidade, que comemora 90 anos em 24 de maio.
O Espaço 90 Anos Farsul fica no estande do Sistema Farsul e traz momentos históricos, como o 1º Congresso Rural no Teatro São Pedro, evento que marcou a criação da Farsul e contou com a presença do presidente do Rio Grande do Sul, Antonio Borges de Medeiros. Outro registro dos primeiros anos da Federação é o lançamento da pedra fundamental da Casa Rural, ocasião que teve discurso de Getulio Vargas.
A mostra também conta com fotos de eventos mais recentes, ainda na lembrança de muitos gaúchos. Segundo Schardong, é possível ver como a história da Federação se mistura à história do Rio Grande do Sul rural. "Os grandes movimentos reivindicatórios nasceram na Farsul. E a exposição dos 90 anos da entidade mostra o avanço em todos os sentidos do nosso setor. É uma história viva, cheia de episódios marcantes, em que o produtor rural sempre foi o grande protagonista deste acervo que está sendo apresentado na Expodireto', ressalta Schardong.
Entre as manifestações marcantes, registradas na exposição, estão o caminhonaço de 1999, em que cerca de 15 mil produtores rurais ocuparam a Esplanada dos Ministérios, em Brasília, para cobrar a renegociação de dívidas do setor agrícola. Em 2001, o protesto chegou à capital federal a cavalo: produtores rurais percorreram 1,8 mil quilômetros ao longo de 56 dias, montaram um acampamento farroupilha e acenderam a chama crioula em Brasília. O esforço resultou em uma medida essencial para o campo: a securitização de dívidas agrícolas, que reestruturou o passivo.
Em 2005, foi a vez dos tratores: prejudicados por variações cambiais, pela queda no preço das commodities e aumento do custo dos insumos, e afetados por problemas climáticos que prejudicaram a agricultura, cerca de 20 mil produtores foram à capital federal reivindicar melhores condições de crédito ao governo.
Outras questões importantes que marcaram a história da Farsule o desenvolvimento do campo dizem respeito à proteção da propriedade privada frente a ameaças de invasões, apoio anovas tecnologias para aumento da produtividade no campo, como o uso dos transgênicos, defesa dos produtos nacionais contra a concorrência desleal de produtos estrangeiros e a redução da carga tributária que impacta o bolso do agricultor. As ações resultaram em importantes conquistas ao longo dos 90 anos que fortaleceram a posição do produtor e reforçaram a importância da atividade para a economia do Estado.
voltar