Jornal em Formato HTML
 
Nº 409 - ANO 31 - OUTUBRO DE 2017
 
João Martins é reeleito presidente da CNA
 
O atual presidente da CNA, João Martins, foi reeleito para novo mandato de quatro anos à frente da entidade. Ele liderou chapa única na eleição realizada em 19 de setembro, na sede da Confederação, em Brasília, recebendo o apoio de todas as 27 federações de agricultura brasileiras que integram o Sistema CNA, fato inédito. A nova diretoria é composta por representantes dos estados de Bahia, Minas Gerais, Goiás, Santa Catarina, Amazonas, Paraíba e Espírito Santo.
Também presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia (Faeb), dono de uma agropecuária que leva seu nome e há mais de 50 anos ligado à atividade e ao sindicalismo rural, Martins chegou ao cargo máximo da CNA em 2015, quando era o 1º vice-presidente, sucedendo a então presidente Kátia Abreu. Na época, a senadora licenciou-se da entidade para assumir o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, durante o segundo mandato da ex-presidente da República, Dilma Rousseff.
Ao conhecer o resultado da eleição, Martins o classificou como uma mostra de união do setor na defesa da agropecuária brasileira. “O momento difícil que estamos vivendo no sindicalismo nos dará mais garra para contornar os problemas e encontrar as soluções”, disse ele. Um dos desafios que espera, até 2021, é o de incentivar a contribuição sindical voluntária aos agricultores brasileiros. “Nossa atividade precisa, como nunca, de uma CNA forte, organizada, preparada para os novos tempos, renovada e transformada. Ela precisa estar na vanguarda na prestação de serviços ao produtor, para que ele sinta necessidade de fazer parte dela.”
O processo eleitoral foi conduzido por uma comissão liderada pelo presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, com participação da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas). O presidente da Farsul, Carlos Sperotto, representou a entidade na votação.
voltar