Jornal em Formato HTML
 
Nº 411 - ANO 31 - DEZEMBRO DE 2017
 
Novo modelo do Alfa será mantido em 2018
 
O formato do programa de alfabetização do Senar-RS (Alfa) em três módulos, que estreou neste ano, foi considerado um sucesso pela equipe e deve ser mantido em 2018. O assunto foi debatido em reunião dos coordenadores regionais do programa, realizada nos dias 19 e 20 de outubro, em Porto Alegre. Cerca de 3,1 mil pessoas, em 222 turmas, aprenderam a ler e escrever por meio das aulas, que aconteceram entre os meses de maio e setembro, nesta 18ª edição.
Cada módulo tem duração aproximada de dois meses e constituem um tema específico a ser trabalhado por meio das atividades de leitura e escrita. O primeiro deles é “Identidade e diversidade cultural”, em que os alunos tratam dos documentos que identificam o ser humano na organização social (como o próprio nome), constroem árvores genealógicas e as relacionam com a história da comunidade, entre outras ações.
O segundo é denominado “As sociedades humanas e o meio ambiente”, abordando elementos bastante presentes no cotidiano do meio rural, como animais, plantas e natureza em geral. Uma das atividades destacadas foi quando os participantes criaram uma “horta de corpo humano”, atribuindo os órgãos internos aos benefícios de diferentes plantas medicinais e chás.
O terceiro e último módulo, “Trabalho cotidiano”, teve como objetivo inserir a identificação produtiva da região e aquilo que a sustenta, trazendo assuntos como a criação de animais, o plantio de diversas culturas, o artesanato e outras atividades. “Ele conversa com a essência do Alfa, que é preparar os alunos para a profissionalização no futuro”, ressalta a coordenadora do programa, Carina Bridi, lembrando que isso gera impactos financeiros individuais e também coletivos, contribuindo para o desenvolvimento de áreas rurais ainda carentes.
Carina afirma que o novo modelo foi aprovado como experiência pedagógica, o que não impede, porém, que se invista em melhorias para o próximo ano. Um dos pontos que podem ser modificados é a organização dos conteúdos dentro dos eixos, de forma que a complexidade dos temas tratados acompanhe a evolução dos alunos. Também há esforço, dentro da entidade, em alterar parte dos conteúdos a cada ano, para que a parcela dos alunos que necessita de mais de um ano para o aprendizado não os considere repetitivos.
Ainda não há previsão de turmas e atendimentos no próximo ano, mas interessados (com mais de 18 anos) já podem procurar os sindicatos rurais e dos trabalhadores rurais de seus municípios para obter mais informações e manifestar interesse na abertura de turmas. Atualmente, o Senar-RS está recebendo os relatórios de atividades para iniciar a emissão dos certificados, o que deve acontecer até meados de novembro.
voltar