Jornal em Formato HTML
 
Nº 418 - ANO 32 - JULHO DE 2018
 
Senar-RS encaminha primeira formatura de curso técnico
 
O Senar-RS está prestes a formar sua primeira turma do Curso Técnico em Agronegócio no Estado. Durante dois anos, 32 alunos do polo de ensino de Cruz Alta aprenderam a identificar os segmentos das cadeias produtivas do setor, avaliar os custos de produção, levar em conta aspectos econômicos para a comercialização de novos produtos e serviços e idealizar ações de marketing. Eles apresentaram os trabalhos de conclusão em dezembro.
A cada aula presencial, o produtor rural Anderson Librelotto, um dos formandos do curso, fazia as malas: Cruz Alta está a 120 quilômetros de sua casa. Mas a distância não o abalou, pelo contrário. Librelotto diz que a possibilidade de fazer a maior parte do curso a distância e o fato de ser gratuito foram fundamentais para participar. No final das contas, o esforço valeu a pena, afirma o agora ex-aluno. “Antes, o comparativo era a cerca do vizinho. Se estava melhor que ele, achava que ia bem. O curso abriu um mundo novo para mim, que envolve planejar estratégia de comercialização, comprar o adubo vários meses antes, olhar mercado todo dia, estudar um pouco sobre mercado internacional”, enumera.
Os conteúdos didáticos do curso técnico já podem ser vistos também na propriedade em que Regis Agnelo Altmayer atua. Ele escolheu a comercialização da soja como tema do trabalho de conclusão e realizou diversas mudanças na gestão, seguindo as apostilas. Além do conhecimento recebido, ele destaca como essencial o convívio com colegas. “A turma era bastante variada e, mesmo o curso sendo boa parte a distância, ela interagia muito, enquanto o professor abordava aquilo que cada um trabalha na prática”.
De acordo com o superintendente do Senar-RS, Gilmar Tietböhl, a primeira iniciativa é considerada um sucesso. Ele ressalta o viés prático das aulas e dos exercícios propostos, que contemplam os principais desafios que os alunos encontram nos negócios rurais, sobretudo quanto à gestão. “É uma construção de conhecimento que alia teoria à prática e que pode ser prontamente aplicado”.
Processo seletivo abriu 120 novas vagas em janeiro no Estado. Atualmente, estão matriculados no curso 222 alunos.
voltar