Jornal em Formato HTML
 
Nº 421 - ANO 32 - OUTUBRO DE 2018
 
Jovens em Campo investe na desconstrução de mitos
 
A Comissão Jovem da Farsul promoveu, dia 14 de setembro, a 3ª edição do seminário Jovens em Campo, em Bagé. O destaque deste ano foi a apresentação de informações e dados técnicos que contrapõem alguns mitos criados pela sociedade urbana acerca de temas como aplicação de agroquímicos e bem-estar animal nas exportações de gado vivo. “Foi um evento em linha com a nossa metodologia de levar informação e argumentos para os nossos jovens produtores, para que apliquem em suas propriedades e nos debates em que participam”, afirma ex-presidente da comissão e assessor técnico do Sistema Farsul, Luís Fernando Pires.
A primeira palestra ficou a cargo do economista-chefe da entidade, Antônio da Luz, que abordou os impactos de uma eventual proibição da exportação do gado vivo no Rio Grande do Sul e de mudanças contrárias na legislação de defensivos agrícolas. O gancho foi aproveitado pelo jornalista Nicholas Vital, autor do livro “Agradeça aos agrotóxicos por estar vivo”, com mediação do assessor técnico do Sistema Farsul Eduardo Condorelli. Vital falou sobre a importância das tecnologias para garantir a segurança alimentar à sociedade, destacando que os produtos lançados pela ciência tendem a ser sempre mais sustentáveis que os anteriores, auxiliando na obtenção de maiores produtividades.
Ainda na polêmica da exportação do gado em pé, o professor do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) José Fernando Piva Lobato explicou toda a legislação que envolve a prática comercial, que segue rigorosos padrões internacionais. O painel também contou com a participação do médico cardiologista Márcio Zílio Bosco, que elencou os benefícios do consumo de carne vermelha para a saúde humana.
Na parte da tarde, o tema da inovação tomou conta do evento. O chefe da Divisão de Inovação e Ações Especiais do Senar-RS, Taylor Guedes, abordou o trabalho de aproximação entre produtores rurais e startups voltadas ao agronegócio, proposta do AGTech, programa de aceleração do Sebrae/RS que conta com o apoio da entidade. Duas empresas que expuseram produtos no Salão do Empreendedor, do Juntos para Competir, na Expointer, falaram sobre o tema: Eirene Solutions e e Pix Force. A palestra do empresário Eduardo Alves, chamada “De Manhattan para Bagé: o que o Uber e sua propriedade rural têm em comum”, informou sobre as ferramentas de gestão usada por empresas de alta tecnologia que podem ser aplicadas no campo.
Institucionalmente, o presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, debateu com os jovens a importância da representação sindical ao produtor e os novos tempos. O grupo prestou ainda homenagem ao ex-presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, falecido em dezembro de 2017. A trajetória do dirigente foi lembrada, em especial o entusiasmo com que encarava o processo de formação de novas lideranças e o incentivo para a organização de grupos de jovens produtores no interior do Estado. Em sua gestão, foi criada a Comissão Jovem da Farsul.

Nova diretoria
A atração final do evento foi a cerimônia de posse da nova diretoria da Comissão Jovem da Farsul. Produtor de Bagé e membro da diretoria da Associação Rural, Rafael Macedo sucede Pires na presidência, após sete anos. Ele passa a coordenar o trabalho de uma rede formada por 24 comissões de sindicatos. Era vice-presidente na gestão anterior.
Pires destaca a força do grupo, que nesse meio tempo realizou ações sociais, eventos e capacitações diversas, incentivando o surgimento de líderes na comunidade rural. “Muitos dos integrantes hoje atuam em cooperativas, ocupam espaços em universidades, câmaras municipais e prefeituras”, exemplifica. Ao final, recebeu homenagem dos diretores da Farsul Francisco Schardong, Paulo Ricardo Dias e Yara Suñe. O presidente do sindicato de Bagé, Rodrigo Moglia, também participou do evento.
voltar