Jornal em Formato HTML
 
Nº 422 - ANO 32 - NOVEMBRO DE 2018
 
Informe Rural
 
Royalties da soja
Farsul, sindicatos rurais e representantes da multinacional Bayer, que recentemente adquiriu a Monsanto, voltaram a discutir as condições de pagamentos de royalties pelo uso de sementes de soja com tecnologia Intacta, certificadas ou salvas (Anexo 33). A empresa negou a possibilidade de pagamento parcelado, que foi levantada pelo grupo na reunião passada, mas acenou com desconto de R$ 14 por hectare para aqueles que aderirem ao programa de pré-certificação. O valor pode ser resgatado na forma de insumos em estabelecimentos parceiros, não necessariamente das marcas controladas pela companhia, explicou o líder comercial de soja da Bayer, Andre Buran. A Monsanto destaca que a condição é exclusiva do Rio Grande do Sul e pode ser encaminhada pelo portal Disque Intacta, na internet.

Técnicos em agro
Oferecido a centenas de alunos gaúchos na modalidade a distância, o Curso Técnico do Agronegócio do Senar-RS aproveita os 20% da carga horária em encontros presenciais - exigência do Ministério da Educação - para realmente contribuir na formação dos estudantes. Em outubro, parte deles conheceu uma unidade da John Deere, em Santa Maria, e outra teve contato com uma propriedade rural local e a empresa Vence Tudo, de São Martinho. As visitas são encaradas como uma forma eficiente de observar a teoria em aula sendo aplicada na prática, relata a supervisora pedagógica do Senar-RS, Carina Bridi.


Exportações
O mês de setembro foi de retração para as exportações do agronegócio gaúcho, segundo a assessoria econômica do Sistema Farsul. A movimentação foi de US$ 874 milhões, 17,3% menos que no mesmo período do ano passado. Soja (-13,7%) e carnes (-42%) puxaram o resultado. Já no acumulado de 2018, o Rio Grande do Sul exportou US$ 8,957 bilhões, alta de 4,5% em relação a 2017. O setor respondeu por 67,3% do faturamento do Estado no período. O saldo da balança comercial do setor está em US$ 316 milhões.

Inflação
A variação cambial voltou a influenciar os custos de produção do agronegócio no mês de setembro. O Índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP) registrou alta de 3,68%, principalmente pelos preços dos fertilizantes, acumulando 13,95% nos últimos 12 meses. O Índice de Inflação dos Preços Recebidos (IIPR) também registrou alta, de 5,27% no mês, acumulando 24,21%. Os principais responsáveis foram soja e milho. Os números são divulgados em relatório mensal da assessoria econômica do Sistema Farsul.

Leite
O valor de referência do leite deve voltar a cair em outubro no Estado, conforme análise do Conseleite/RS. Ele é projetado em R$ 1,1410, 2,44% abaixo do consolidado de setembro (R$ 1,1696). Ao menos, a queda no mês anterior foi menor do que a prevista. O professor da UPF, Eduardo Finamore, acredita que o aquecimento de mercado deve ocorrer no início de 2019. O presidente da Comissão do Leite da Farsul, Jorge Rodrigues, defendeu o investimento em nichos de alto valor agregado para melhorar a atividade como um todo.
voltar