Jornal em Formato HTML
 
Nº 423 - ANO 32 - DEZEMBRO DE 2018
 
Programa aproxima startups da realidade do campo
 
Dez empresas inovadoras (startups) do agronegócio estão sendo colocadas frente à frente com seus potenciais clientes, produtores rurais gaúchos, para conhecer as necessidades tecnológicas do campo e discutir soluções. É a chamada fase de imersão do programa AgroTech, lançado no primeiro semestre deste ano pelo Sebrae/RS. Os encontros são organizados pelo Senar-RS, parceiro da ação.
Até o momento, ocorreram duas reuniões. A primeira, no dia 8 de novembro, teve apresentações e debates na sede da Embrapa Uva e Vinho, em Bento Gonçalves, seguida por visita técnica à vinícola Larentis, também no município. Ela foi especialmente proveitosa para startups como a Pomartec, que trabalha com fruticultura de precisão.
Já no polo da Rede e-Tec do Senar-RS em São Sepé, que sediou o segundo encontro, o enfoque esteve na produção de soja e na pecuária de corte, trazendo informações relevantes para o rumo de negócios como a Eirene Solutions (pulverização agrícola), a Drytech (secagem de grãos) e a Partamon (manejo integrado de pragas). O grupo também visitou uma propriedade local, a Fazenda do Cinamomo, para entender melhor a rotina diária a campo.
As startups ainda devem passar por uma terceira reunião técnica com produtores, em São Miguel das Missões, na primeira quinzena do mês, aproveitando evento do programa Juntos para Competir — realizado por Farsul, Senar-RS e Sebrae/RS. A partir desse contato com os clientes, elas devem revisar a estrutura e as estratégias da empresa e formular uma apresentação rápida, que será colocada em prática em um dia de demonstração (demo day). Nele, estarão aceleradoras, incubadoras, fundos de investimento e potenciais parceiros para alavancar os negócios.
Para o chefe da Divisão de Inovação e Ações Especiais do Senar-RS, Taylor Guedes, a conexão entre empresas novas e a produção é fundamental para que novas e eficientes tecnologias sejam adotadas rapidamente no campo, contribuindo para a competitividade do setor agropecuário. Ele cita como exemplo o evento Jovens em Campo, da Comissão de Jovens Empresários Rurais da Farsul, em que recentemente duas startups apresentaram seus produtos Uma delas fechou parceria com propriedade de Rosário do Sul para testes.
O AgroTech envolveu 12 etapas de lapidação de negócios, com aulas sobre temas como perfil empreendedor, design thinking (método baseado na identificação de problemas, soluções, criação de protótipos e testes), melhoria dos produtos, estruturação das empresas e marketing, entre outros. As demais startups são Acerto Fácil Pagamentos, Agrocloud, Agridados, Avelã Public Affairs / Avelã Big Data, Raks — Tecnologia Agrícola e Tech Food.
voltar