Jornal em Formato HTML
 
Nº 428 - ANO 33 - MAIO DE 2019
 
Farsul reativa comissão temática de bovinocultura de corte
 
O processo de reestruturação das comissões temáticas da Farsul começou pela pecuária de corte. Representantes de mais de 30 sindicatos rurais realizaram o encontro de maior porte até o momento, em 19 de março, no auditório da Federação, em Porto Alegre. O presidente da Farsul, Gedeão Pereira, abriu o encontro afirmando a importância da reativação dos órgãos consultivos para evoluir no trabalho de representação do produtor na esfera política. “Quanto mais inteligências tivermos pensando na atividade, melhor seremos”, diz.
O secretário-geral das comissões da Farsul, Rodrigo Rizzo, coordenou o encontro. Após a apresentação da estrutura, função e diretrizes gerais das comissões, regulamentadas no ano passado após o projeto de interiorização do Sistema Farsul, os integrantes debateram periodicidade, locais de encontro e indicaram nomes para coordenadoria e secretariado, no caso específico da pecuária de corte. Também fizeram uma análise preliminar das forças, fraquezas, oportunidades e ameaças, divididos em grupos no auditório. As informações coletadas serão apresentadas na próxima reunião, prevista para abril.
Rizzo entende que a pecuária de corte foi o primeiro setor em que os sindicatos deram início mais robusto na reativação por conta da relevância e abrangência da produção no Estado e de temas polêmicos em evidência hoje. É o caso do plano de retirada da vacinação contra a febre aftosa e o baixo número de plantas frigoríficas gaúchas aptas à exportação de carne bovina, por exemplo.
Pelo menos outras 25 áreas tiveram interessados e podem ter comissões reativadas nas próximas semanas. Vários grupos ainda existem, mas sem periodicidade de encontros e membros definidos, enquanto outros já foram atuantes, mas hoje estão desativados.
voltar