Notícias da Farsul
 
22/11/2017 - 10:30:00
Produtor rural enfrenta alta nos insumos e queda no retorno por produção no mês de outubro
 
O aumento no preço dos fertilizantes e dos agroquímicos contribuiu para elevação de 1,4% dos custos de produção no mês de outubro, em relação ao mês de setembro. É o que aponta o índice de Inflação dos Custos de Produção (IICP), divulgado pela assessoria econômica do Sistema Farsul. Já o preço pago ao produtor (IIPR) apresentou queda de -0,24%, aponta o mesmo levantamento. Apesar da valorização do Milho (+7%) e da Soja (+1%), as fortes quedas do Arroz (-3%), Leite (-5%) e Trigo (-2%) foram as principais razões do recuo do índice em outubro.

No acumulado do ano, os preços pagos ao produtor sofreram uma variação de -15,40%. Movimento que não é observado com a mesma intensidade nas gôndolas: no mesmo período, o IPCA alimentos registrou recuo de -2,02%. "Foi um ano de safra cheia e bolso vazio. Os preços recebidos caíram bem mais, mas ficaram estáveis nas gôndolas", explica Antonio da Luz, economista chefe do Sistema Farsul.

Enquanto os preços pagos ao produtor tiveram queda expressiva, a redução dos custos de produção foi menos acentuada neste período. Considerando o ano e o acumulado dos 12 meses, o IICP registrou deflação de -4,91% e -3,54%, respectivamente. Dentre as lavouras observadas, a maior queda do custo acumulado em 12 meses foi na lavoura de Trigo (-4,9%), enquanto a produção de Arroz se manteve praticamente estável, com incremento de 0,2% nos últimos doze meses.
Fonte: Imprensa Sistema Farsul
 
voltar